A importância do corpo alcalino - Agemed Planos de Saúde Empresarial

Agenews

A importância do corpo alcalino

padrao_blog - corpo alcalino

Nossos fluidos corporais são dotados de pH, que é medido numa escala de 0 a 14 – onde abaixo de 7 é considerado ácido, e acima de 7 é considerado alcalino. Para manter o corpo saudável e livre de doenças, é essencial manter o pH corporal equilibrado, ou predominantemente alcalino (em média, 7,4 é o indicado pelos especialistas). Quando chega a menos de 6,8 ou a mais de 7,8, as células param de funcionar e o corpo vai a óbito – diante desse risco, nosso organismo está sempre trabalhando para equilibrar o pH.

O QUE DEIXA O PH ÁCIDO

Quando o pH corporal está abaixo de 7, o organismo entra em desequilíbrio e fica suscetível a danos severos e prolongados. Mas por quais razões o corpo se torna ácido?

A alimentação exerce grande influência nos níveis de equilíbrio do nosso pH corporal. Sendo assim, a ingestão de alimentos acidificantes contribui para a obtenção de um pH predominantemente ácido – mas aqui ocorre um erro comum: alimentos acidificantes não são necessariamente aqueles que possuem sabor ácido. A laranja, por exemplo, é ácida ao paladar mas, dentro do organismo, sua ação é alcalinizante – o efeito está relacionado com o resíduo orgânico que restará no corpo após a digestão do alimento.

Os alimentos que mais acidificam o corpo são os que contêm álcool, cafeína, açúcar refinado – bons exemplos são os refrigerantes e as frituras de todos os tipos. Carnes, ovos, leites e derivados, vistos como opções saudáveis pela grande maioria da população, também são predominantemente acidificantes, e devem ser consumidos com moderação.

Para conseguir o equilíbrio adequado do pH corporal, recomenda-se uma nutrição composta 75% por alimentos alcalinizantes, e 25% por alimentos acidificantes – sempre considerando que cada organismo tem suas particularidades: para alguns corpos, a alimentação pode precisar ser até 90% composta por alimentos alcalinizantes para obter um equilíbrio ideal do pH.

RISCOS DO PH ÁCIDO

Uma dieta rica em cafeína, açúcar, proteínas e processados contribui efetivamente para a acidificação do corpo – e esse processo representa verdadeiros riscos para a saúde.

A predominância ácida no pH do organismo pode levar ao desenvolvimento de doenças crônicas e degenerativas – e o pior: pode propiciar o surgimento destes quadros de maneira silenciosa, fazendo com que o indivíduo tenha ciência do quadro somente quando já está em estágio avançado. Isso porque o corpo está sempre trabalhando para equilibrar o pH e, ao detectar uma predominância ácida, começa a retirar minerais com propriedades alcalinizantes dos ossos e dos órgãos vitais, para neutralizar a acidez excessiva e prejudicial ao organismo.

O problema é que esse mecanismo demanda muito esforço do corpo, abrindo margem para as doenças crônicas e degenerativas. Por isso, a melhor opção é investir no equilíbrio bioquímico através da nutrição – para poupar o corpo de realizar tais compensações.

Além disso, o excesso de acidez provoca uma desregulação geral do organismo, que pode se manifestar em forma de fadiga constante, fragilidade das unhas, queda de cabelos, diminuição do entusiasmo, (abrindo precedentes para transtornos de ansiedade, depressão, pânico), irritabilidade aumentada, dores de cabeça frequentes e problemas menstruais.

IMPORTÂNCIA DO PH ALCALINO

Quando o corpo está com o pH predominantemente alcalino, conquistamos um organismo em pleno funcionamento: os principais benefícios se mostram em forma de sistema imunológico poderoso e de metabolismo turbinado – esta combinação de fatores, por si só, já é garantia de saúde e disposição.

Mas os benefícios vão muito além: o corpo alcalino combate radicais livres, preservando as células saudáveis e prevenindo contra o envelhecimento precoce. Também melhora a densidade óssea, o equilíbrio de nitrogênio e o ganho muscular. A dieta alcalina diminui o acúmulo de flatulência e minimiza episódios de distensão do abdômen, e ainda equilibra as taxas de glicose no sangue (sendo recomendada para o tratamento de diabetes).

O QUE DEIXA O PH ALCALINO

Para equilibrar a bioquímica do sangue de forma natural, invista numa alimentação baseada em alimentos alcalinizantes. Os principais alimentos recomendados para essa finalidade são:

Frutas in natura ou secas (destaque para melancia e açaí);
Legumes e verduras, com ênfase para folhas verdes, quiabo, chuchu, abobrinha;
Amêndoas e pistaches;
Batata, mandioca, inhame (cozidos, não fritos);
Chá verde e muita água.

Na Agemed, você pode escolher o plano ideal de acordo com as suas necessidades e orçamento. Faça uma simulação aqui.



Deixe seu comentário