10 dicas para curtir o verão com muita saúde - Agemed Planos de Saúde Empresarial

Agenews

10 dicas para curtir o verão com muita saúde

padrao_blog - verão

A mais aguardada estação do ano chega no dia 21 de dezembro, trazendo consigo dias de muito sol e céu azul. O verão é o tempo de curtir a vida ao ar livre, de aproveitar a natureza, as praias, piscinas e todas as outras pequenas alegrias da vida. A mais quente das estações é um verdadeiro convite para sair de casa para aproveitar o sol e o calor junto da família e dos amigos.

Mas, como já se sabe, o sol e o calor podem atingir níveis intensos no verão, ultrapassando os limites com os quais nossos corpos estão acostumados a conviver. Além disso, esta estação propicia a proliferação de algumas doenças virais, e facilita o contágio por fungos e bactérias presentes em locais públicos. O verão requer alguns cuidados especiais com o corpo e com a saúde – senão, os dias de curtição podem acabar se tornando um grande problema.

Para curtir a estação mais quente de maneira saudável e segura, confira agora as 10 dicas que a Agemed preparou para você:

NÃO ESQUEÇA DA ÁGUA

Esta recomendação é imprescindível para que o verão seja um período agradável, sem as dores de cabeça, enjoos, febre e fraqueza da desidratação. A transpiração é o mecanismo do corpo para controlar sua temperatura – com as altas temperaturas do verão, é preciso eliminar mais suor para manter a temperatura corporal adequada. O problema é que grandes quantidades de suor eliminam grandes quantidades de líquidos e sais minerais do organismo. Se não ocorrer reposição adequada e suficiente destes líquidos e sais perdidos, o corpo entra em desidratação e o mal-estar é generalizado. Por isso, esteja sempre com uma garrafa de água fresca na mão e beba várias vezes ao dia – busque tomar 2 litros diários.

ADAPTE O CARDÁPIO

O calor do verão interfere no funcionamento de todo o nosso organismo e, por isso, requer algumas adaptações. Com o processo digestivo não poderia ser diferente: as altas temperaturas debilitam a capacidade do organismo de digerir alimentos gordurosos, como carnes vermelhas, queijos, maionese ou molhos à base de creme de leite. Além disso, todos os alimentos compostos por ovos e leite precisam ser rigorosamente refrigerados, pois o calor aumenta a multiplicação de bactérias capazes de provocar intoxicação alimentar. Para não correr riscos e nem sobrecarregar seu sistema digestivo, faça do verão uma estação livre de gorduras.

BRINCAR NA ÁGUA É COISA SÉRIA

Principalmente para as crianças, a grande atração do verão é se deliciar com longos banhos de mar, rio ou piscina. Estas atrações são muito convidativas nos dias quentes, mas exigem grande dose de responsabilidade: para evitar acidentes e afogamentos, a atenção precisa ser constante. Os pais não devem permitir que crianças menores de 10 anos entrem no mar ou rio desacompanhadas, e as idas à piscina devem ser igualmente monitoradas. Antes de ir à praia ou ao clube, é essencial que os pais orientem as crianças sobre os riscos envolvidos nos ambientes aquáticos e conversem sobre os cuidados obrigatórios a serem tomados ao entrar na água.

CUIDE SEMPRE DA PELE

É impossível curtir o verão sem se expor ao sol. Tomar sol pode ser uma atividade muito saudável – se feita da maneira correta. No verão, o uso de protetor solar é obrigatório o tempo todo, pois este produto é capaz de absorver ou refletir a radiação solar, poupando danos permanentes na pele. O ideal é que o Fator de Proteção Solar (FPS) seja sempre superior a 30, especialmente em crianças e idosos. Reserve as atividades ao ar livre para os períodos de sol saudável: antes das 10h e após às 16h. Na praia ou na piscina, não dispense a companhia do chapéu ou do guarda-sol.

SEJA SELETIVO COM O QUE COME

Em meio à curtição da praia, é tentadora a ideia de comprar um lanchinho dos vendedores ambulantes. Esta decisão pode trazer muita dor de cabeça: as condições de higiene e conservação destes alimentos não passam por qualquer parâmetro rigoroso de fiscalização. A chance destes alimentos estarem expostos à poeira e insetos é gigante, e é praticamente impossível que tais alimentos estejam totalmente protegidos dos raios solares. Para casos onde é preciso se alimentar na rua, as opções mais seguras são apostar nos industrializados (que são obrigados a passar por inspeção de diversos órgãos fiscalizadores) ou em restaurantes de franquia (cujos serviços são reconhecidos pela marca e é necessário manter um padrão de qualidade).

INVISTA EM LANCHES LEVES

Melhor do que comprar lanches na rua, é preparar seu lanche em casa e levá-lo à praia! Assim, é possível ter certeza dos padrões de higiene e conservação. A melhor opção é investir nas frutas da estação: manga, abacaxi, pêssego, uva… Corte-os em pedaços e leve-as num pote com tampa firme, que deve ser mantido em bolsa térmica ou isopor com gelo. Assim, seu lanche será saudável, leve e nutritivo.

PEGUE LEVE NO ÁLCOOL

Para muitos adultos, curtir o verão é sinônimo de cerveja e caipirinha geladas. Mas talvez esta não seja a melhor opção: o álcool expulsa a água das células do corpo através da abundante produção de urina. O consumo excessivo de álcool provoca perda exagerada de líquido pelo organismo – juntamente com a transpiração para regulagem da temperatura corporal nos dias quentes, cria-se o cenário perfeito para levar o corpo à desidratação de maneira muito rápida. Pode até beber uma cervejinha – mas para não correr riscos, modere na quantidade e sempre intercale com ingestão de água.

ÓCULOS ALÉM DA MODA

Para muito além do estilo, óculos escuros são uma questão de saúde. Se você acha que o sol não agride os olhos da mesma forma como agride a pele, está muito enganado – a proteção precisa ser completa. Mas aqui surge uma importante questão: qualquer óculos de sol deixará meus olhos protegidos? A resposta é não. Óculos comprados em camelôs por preços simbólicos não possuem qualquer tipo de proteção contra raios ultravioletas em suas lentes – e pior: ainda facilitam a ação dos raios solares, pois o escuro que fornecem permite que as pupilas se dilatem, facilitando a entrada da radiação. Sabendo disso, invista em bons óculos de sol – o retorno virá em saúde.

USE CHINELOS

O verão é o período perfeito para a proliferação dos fungos, que precisam de umidade e calor para a reprodução. Um bom exemplo desta proliferação está nas micoses, que ficam muito mais frequentes durante as estações quentes. Além das condições propícias para a proliferação dos fungos, neste período há maior exposição da pele à ambientes propícios para contaminação. Por isso, o uso de chinelos na praia, em vestiários de clubes, em banheiros ou em qualquer outro ambiente público ajuda a prevenir o contato direto com os fungos e diminui as chances de aparição da micose.

MANTENHA O FRESCOR

As altas temperaturas do verão aquecem o corpo mais do que o normal, mas existem alguns hábitos simples capazes de minimizar estes impactos. No verão, mantenha-se fresco: além de beber muita água, use roupas leves, evite tecidos sintéticos. Procure permanecer em ambientes bem ventilados, mantenha as janelas da casa abertas e aproveite as correntes de ar. Estas atitudes minimizam o risco de desidratação e aumentam a sensação de bem-estar.

Na Agemed, você pode escolher o plano ideal de acordo com as suas necessidades e orçamento. Faça uma simulação aqui.


Deixe seu comentário